Cartórios poderão emitir RG e passaporte

A partir de agora, cartórios de todo o país poderão emitir carteira de identidade e passaporte. A medida foi anunciada no final de janeiro pelo Conselho Nacional de Justiça.

Para tanto, é necessário, no caso da identidade, que associação local dos cartórios formalize convênio com a Secretaria de Segurança Pública do Estado. No caso dos passaportes, o convênio será firmado entre a Polícia Federal e a associação nacional dos cartórios de registro natural. Os acordos então passarão por análise e homologação do Judiciário.

“É uma medida positiva, que facilita o acesso ao serviço. Haverá mais postos de atendimento para emissão de registro, em locais próximos do cidadão, que às vezes precisa agendar um atendimento fora de sua cidade para conseguir um passaporte. É uma medida que diminui filas e tempo de espera sem comprometer a segurança e confiabilidade do documento”, comentou o advogado Marcos Meira.

No caso dos passaportes, a Polícia Federal continua responsável pela emissão. O convênio permite apenas compartilhamento do cadastro de informações do cidadão com o cartório. Este, por sua vez, colherá as digitais e confirmará a identidade de quem solicita o documento à Polícia Federal.

Fonte: Agência Brasil

COMUNICADO

Prezados clientes e parceiros,

em virtude da declaração de pandemia pela Organização Mundial de Saúde – OMS diante do avanço do coronavírus (COVID-19), comunicamos que nossas atividades estão suspensas sob a forma presencial.

Temos como prioridade a saúde de nossos clientes, parceiros e colaboradores. Por isso, nossos advogados e funcionários estão trabalhando em home office por tempo indeterminado, mantendo os serviços prestados.

Nesse cenário, o contato com a MMeira Advogados poderá ser feito por meio do e-mail contato@mmeira.adv.br. Pedimos que, por obséquio, identifique-se na mensagem e informe seu contato (e-mail e/ou telefone) para que possamos atender a sua solicitação o mais breve possível.

MMeira Advogados Associados e Consultoria

Solidário com a situação dos moradores do arquipélago de Fernando de Noronha, neste momento de pandemia e com o turismo fechado, o advogado Marcos Meira doou 250 cestas básicas para serem distribuídas.

Leia mais